Vizinhança do saber: conheça o novo projeto do IC em parceria com a Vivaz

Vizinhança do saber: conheça o novo projeto do IC em parceria com a Vivaz

Ao longo deste ano, o Instituto Cyrela intensificará os investimentos em educação no entorno dos empreendimentos da Vivaz. O objetivo será gerar um impacto ainda mais positivo nos territórios onde há maiores demandas sociais.

Debora Costa Galvão, Gerente de responsabilidade social do Instituto Cyrela, explica que o Vizinhança do Saber tem como objetivo aproximar cada vez mais investimento social do negócio da Cyrela. “Como instituto empresarial, temos uma mantenedora e nada mais justo do que fazer um investimento conectado ao investimento que a empresa já está fazendo”, afirma.

A escolha dos territórios da Vivaz como alvo da estratégia de 2021 é atuar diretamente aos empreendimentos Minha Casa, Minha Vida, onde necessariamente os clientes têm um teto de renda. As regiões de atuação foram selecionadas começando por locais com maiores demandas sociais, o que conecta diretamente com o trabalho de transformação social do IC.

Felipe Cunha, Diretor de Incorporação Vivaz

“A entrada do Grupo Cyrela atuando no segmento Econômico com a Vivaz, possibilitou que a companhia exercesse um papel ainda maior como agente transformador na vida de muitas famílias. Com o Vizinhança do Saber, damos mais um passo e conectamos nosso negócio a uma causa social de extrema importância que é a educação!

Além de proporcionar a realização do sonho da casa própria, a Vivaz e Instituto Cyrela vão investir em projetos ligados à educação nos bairros em que atuamos, transformando a vida de crianças no entorno dos nossos empreendimentos. Nossa missão ganha novos horizontes pois além de transformar a vida de quem mora em um Vivaz, vamos contribuir também para a transformação da vida de quem mora próximo a um Vivaz!”, considera Felipe Cunha, Diretor de Incorporação Vivaz.

 

Débora Galvão, Gerente de Responsabilidade Social do Instituto Cyrela

“O nosso grande sonho é que quando um futuro cliente ou cidadão souber que um novo empreendimento da Vivaz está chegando ao território onde ele(a) quer morar, que isso gere a sensação de que o investimento irá além de uma nova residência. Que ele(a) conte também com investimentos em infraestrutura e em educação para o entorno. Então é somar forças naquele território, o que gera muito mais impacto, além de aumentar diretamente a qualidade de vida na região”, conta Debora.

Um público muito estratégico nesse sentido são os vendedores da Vivaz. “No momento em que eles estão contando como será a nova casa para potenciais clientes, eles também podem mostrar o que mais está acontecendo no entorno durante a construção deste sonho da casa própria. Explicar como e por quê a gente contribui para o ecossistema da educação. Isso traz muito valor para o cliente! Quem não quer morar em um bairro que tem investimento em educação?”, considera.

A importância da educação

Transformações substanciais demandam anos, mas precisam de muito incentivo para começar e para continuarem em curso. “Quando você tem boas escolas no bairro, boa infraestrutura e segurança para deixar seus filhos em um local onde estarão sendo educados e terão acesso à informação de qualidade, isso já traz uma externalidade positiva para todos os moradores”, pontua a gerente do IC.

Debora destaca que a escola em alguns locais é a única referência de instituição que faz transformações em comunidades onde há vulnerabilidade social. Então, quanto melhor for essa estrutura, mais impacto ela trará não só às crianças e jovens que estão na escola, mas para as famílias e, por consequência, para a sociedade.

“A gente acredita que investir em educação é a única opção para uma melhora geral da sociedade e, dessa forma, contribuímos com um pedacinho dessa melhora. A gente não tem a arrogância de achar que iremos resolver todas as demandas por educação daquele território, mas a gente quer fazer parte de uma contribuição onde muitos atores estão trabalhando: as escolas, os professores, o poder público e o poder privado, para juntos melhorarmos a educação”, complementa Débora Galvão.

Colaboradores são peça-chave nessa construção

E neste sentido, cada colaborador da Cyrela pode fazer a diferença. “O primeiro ponto em que os colaboradores podem ajudar é conhecer o projeto. Saber que o IC e a Cyrela estão juntos investindo em lugares específicos da cidade. Esse compartilhamento da informação traz força ao projeto e também gera orgulho de pertencer. E a segunda oportunidade para contribuição é que a gente pretende levar cada vez mais ações de voluntariado para essas regiões, com o objetivo de gerar uma contribuição para o território na prática”, revela a gerente do IC.