Vizinhança do Saber capacita 48 educadores e mais de 200 famílias para atuar na primeira infância

Vizinhança do Saber capacita 48 educadores e mais de 200 famílias para atuar na primeira infância

Programa do Instituto Cyrela em parceria com a Vivaz e o Descobrir Brincando, investe na capacitação de educadores e apoio às famílias do território de Cantareira, para potencializar o desenvolvimento infantil

O ano de 2021 trouxe muitos desafios para a educação, em especial para a camada da população de maior vulnerabilidade social. Devido ao isolamento social, crianças e adolescentes não puderam mais frequentar seus ambientes de aprendizagem e socialização, ficando muitas vezes restritos apenas ao ambiente familiar.

Para ajudar a minimizar as consequências do isolamento social, o Instituto Cyrela firmou parcerias com instituições sociais nas cidades em que o Grupo Cyrela atua. Trata-se de uma série de iniciativas em prol da melhoria da qualidade na educação, que faz parte do programa Vizinhança do Saber.

Hoje, será a vez de conhecermos um dos projetos realizados na Cantareira (SP), território onde a Vivaz está construindo um grande empreendimento. Durante toda a fase de obras, o Instituto Cyrela segue em paralelo contribuindo para a educação daquele local, somando forças com os atores locais para a melhoria dos índices educacionais. Ao final, o intuito é entregar além de um empreendimento bem construído – o IC visa gerar impacto positivo na região, proporcionando transformação social e melhoria na qualidade da educação.

Cuidar de Quem Cuida

No empreendimento de Cantareira, o Instituto Cyrela iniciou 2020 mapeando escolas, creches e organizações sociais da região para entender as necessidades dessa população. O passo seguinte foi firmar uma parceria com a Descobrir Brincando, negócio social que já esteve presente em outras ações junto ao Instituto Cyrela, para a realização de um projeto sob medida para atender as demandas educacionais do local.

A parceria possibilitou trazer para Cantareira o “Cuidar de Quem Cuida”, projeto que tem como objetivo melhorar a qualidade do atendimento oferecido às crianças de 0 a 3 anos e 11 meses inseridas em três Centros de Educação Infantil (CEIs), por meio de uma formação de profissionais da educação infantil e de pais e cuidadores. “Para que este atendimento seja de qualidade, é necessário capacitar e fortalecer profissionais e familiares para compreender a primeira infância por meio de noções fundamentais do desenvolvimento infantil e da importância da relação parental que sustenta o processo de constituição do sujeito”, explica Ana Maria Bastos, fundadora do Descobrir Brincando. Nesta fase do projeto, foram incluídos os CEIs Aquarela, Pedacinho do Céu e Recanto Feliz.

Atuação na Primeira Infância

A segurança emocional e a aprendizagem dependem das interações das crianças com seu ambiente social durante os primeiros anos de vida. Por esse motivo, intervenções preventivas na primeira infância têm imenso potencial para alterar trajetórias de comportamento e de desenvolvimento, especialmente em grupos de alto risco.

“Neste projeto, atuamos nos dois principais ambientes sociais da criança pequena: a família e a escola (creche), qualificando as ações de cuidadores e educadores. As trocas entre os profissionais das creches e os formadores nas capacitações, os registros das atividades pedagógicas e do cotidiano da creche compartilhados pelos educadores, bem como as respostas do questionário de avaliação final nos permitem concluir que essa formação terá impacto positivo no cotidiano e no desenvolvimento das crianças atendidas por estas instituições, preparando-os melhor para as próximas etapas de suas vidas”, explica Ana Maria.

É na primeira infância que o cérebro humano mais se desenvolve e é o momento da vida que mais impacta a formação de cada pessoa. Por isso, garantir que a criança tenha bons estímulos e proporcionar ambientes saudáveis faz com que ela esteja mais preparada para o futuro. Os educadores e a família têm um grande papel nesse contexto.

O projeto permitiu gerar uma significativa sensibilização dos educadores quanto à importância da primeira infância. Nayara, gestora do CEI Aquarela destacou “a importância da escuta dos bebês, e a importância da comunicação visual e respeitar o tempo da criança”. Já Cassia, gestora do CEI Pedacinho do Céu, enfatizou a mudança e a quebra de paradigma sobre o cuidar e afirmou: “Precisamos mudar nosso olhar para a primeira infância urgentemente.”

Com esta ação, o Instituto Cyrela contribuiu diretamente para a melhoria da qualidade da educação para 319 beneficiários diretos e 271 famílias de forma indireta, por meio de capacitação para 48 professores. “A parceria com o Instituto Cyrela viabiliza ações de qualificação profissional de aparelhos da educação que normalmente só seriam possíveis perante trâmites burocráticos que muitas vezes impossibilitam esse tipo de ação formativa. Torna possível aprimoramento profissional, aproximando os gestores e corpo docente de terem suas demandas atendidas de maneira eficiente e adequada às suas necessidades específicas”, finalizou Ana Maria.