Lendo para o Amanhã: conheça o sugestivo projeto do Banco de Livros em parceria com o IC

Lendo para o Amanhã: conheça o sugestivo projeto do Banco de Livros em parceria com o IC

A leitura abre um mundo de possibilidades. Por meio dela, é possível aprender novos conhecimentos e habilidades, desenvolver novos gostos e sonhos, conhecer outras culturas. Esse desenvolvimento é fundamental para preparar crianças e jovens para desafios da escola e, posteriormente, para a inserção no mercado de trabalho. E foi justamente para promover e consolidar o hábito de leitura nessa faixa etária que o Banco de Livros, integrante da Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais, desenvolveu o projeto Lendo para o Amanhã.

Com o apoio do Instituto Cyrela, foram contempladas pelo projeto 16 instituições com a capacitação de 166 educadores e introdução de uma série de brincadeiras, contos e tecnologia para estimular a leitura para crianças e jovens. Além disso, foram realizadas palestras com 499 pais e demais familiares sobre a importância do envolvimento familiar na criação deste hábito. No total, de forma direta, foram beneficiadas mais de 3.208 crianças e jovens.

Lucelene Navarro, gerente administrativa-financeira da Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais, explica que o projeto tem foco em alunos em situação de vulnerabilidade social. “Acreditamos que nosso projeto pode ajudar esses jovens e crianças a desenvolverem novas perspectivas a partir da leitura e conhecimento”, esclarece.

Centro Social Marista Santa Isabel – Antes

Com duração anual, o Lendo para o Amanhã consistiu em melhorias em quatro eixos. Confira: 

Adequação de espaços de leitura

O projeto teve início com 60% das instituições sem nenhum espaço de leitura e acervo. Nas demais, havia espaços, mas eram pouco atrativos ao público-alvo. “Realizamos em 10 instituições a construção total do espaço de leitura com projetos exclusivos de mobiliário e acervo apropriado ao perfil da comunidade e, em 6 instituições, foram realizados complementos de acervo, mobiliários, organização e classificação do acervo”, descreve o relatório de condução do Lendo para o Amanhã.

A meta de adequação dos espaços de leitura foi alcançada em 100% das 16 instituições contempladas. O resultado alcançado foi a construção de espaços lúdicos e aconchegantes para as atividades literárias, dinâmicas de leitura e capacitações dos educadores. A parceria permitiu a aquisição de um total de 54 estantes para livros, 20 mesas, 50 cadeiras, 10 tapetes, 56 almofadas e 5.784 livros. 

Capacitação de educadores

Ponto primordial do projeto, uma vez que permite exponenciar os resultados, a capacitação dos educadores promoveu o ensino de técnicas de leitura a 166 educadores em todas as instituições participantes.

No total foram promovidas 32 oficinas lúdicas, mesmo número de rodas literárias e interpretação de histórias. Essas atividades, aplicadas nos programas pedagógicos, melhoraram a relação ensino-aprendizado com os alunos.

Reuniões com familiares

O Lendo para o Amanhã também desenvolveu ao longo do ano palestras educativas com familiares sobre a importância da leitura e do livro no cotidiano das crianças e adolescentes. No total, estiveram presentes 499 pais ou demais responsáveis nas palestras em 100% das instituições beneficiadas.

Empréstimo de livros

O empréstimo de livros nas instituições antes do Lendo para o Amanhã era inexistente. Esta área foi desenvolvida em 100% das 16 instituições, resultando no significativo número de 1.765 empréstimos de livros.

Oficinas para crianças e jovens

As atividades desenvolvidas nas instituições vão além do empréstimo de livros. Foram promovidas ao longo do ano, 2 oficinas por mês em cada uma das 16 instituições, contemplando oficinas lúdicas, rodas literárias e interpretação de histórias. Esses trabalhos foram promovidos para estimular o gosto pela leitura das crianças e dos jovens por meio da criatividade.

Centro Social Marista Santa Isabel – Depois

Parceria determinante

A parceria com o Instituto Cyrela, de acordo com Lucelene, foi determinante para a realização do projeto. “A Fundação Gaúcha desenvolveu o projeto, mas somente com a parceria com o Instituto foi possível viabilizar”, afirma a gerente administrativa-financeira.

Lucelene destaca ainda que o resultado obtido superou as expectativas. “Toda a comunidade foi beneficiada por essa inovação levada pelo projeto Lendo para o Amanhã. Esperamos que essa parceria continue”, enfatiza.

Uma das bibliotecárias envolvidas, Débora Porto, lembra que antes do Lendo para o Amanhã os espaços de leitura eram inexistentes na maior parte das instituições. “As atividades de leitura que eram realizadas nessas instituições eram com alguns livros nas salas de convivência”, conta.

De acordo com a bibliotecária, os espaços construídos geram um ambiente propício à leitura. “Os ambientes foram coloridos, para que tenham aconchego e chamem a atenção realmente para o acervo bem organizado e personalizado”, explica Débora. O acervo foi definido com a análise do perfil das crianças e jovens e contempla literatura infantil, infanto-juvenil e também adulto.

Sobre a parceria com a IC, a bibliotecária destaca a possibilidade de viabilizar e concretizar os projetos, levando esse benefício a mais comunidades. “Essa parceria é muito necessária para que tenhamos a possibilidade de ofertar o acesso ao livro e a leitura prazerosa e lúdica para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social”, finaliza Débora.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *